background

12 de outubro de 2017

ÉRIANE - "ELFOS, VILAREJOS E LINHAS ÉLFICAS, 5ª DIMENSÃO, LUZ ADAMANTINA" - ABRIL 2017



Eu sou Ériane, rainha dos elfos do vilarejo de Éridan, o lugar onde o sol nunca se põe.  Irmãs e irmãos humanos, permitamo-nos um momento de silêncio juntos, a fim de viver esse instante presente com alegria e intensidade.

… Silêncio…

Foi-me pedido vir expressar-me hoje entre vocês, não enquanto rainha do vilarejo de Éridan, mas enquanto porta-voz do conjunto dos vilarejos da terra, dos elfos.

Como vocês o vivem e como isso lhes foi anunciado, os tempos agora tornaram-se propícios à colocação em operação do plano final. Há mais de um ano, eu lhes expliquei nosso papel e nossas funções para os tempos a vir que agora chegaram.  Portanto nosso sentido de serviço, vai ser, eu diria, estar onipresentes na orla de nossos vilarejos para acolhê-los quando de suas visitas. Devido ao desaparecimento dos últimos véus, vocês vão nos descobrir com muito mais clareza, nitidez e precisão, em nossas formas de elfos de 5ª dimensão.  A 5ª dimensão revela-se a vocês de maneira cada vez mais evidente, cada vez mais palpável, eu diria.

Doravante, passado o equinócio de primavera, nós permaneceremos, em todo caso alguns  entre nós se revezarão para acolhê-los, pessoalmente e individualmente, em meio aos nossos vilarejos. Vocês sabem que nós temos um papel particular no momento do tumulto da Terra, que é servir de retransmissores, aliás quer vocês estejam com corpo ou sem corpo, para lhes permitir se dirigirem em toda liberdade ao local de seu destino. Nos foi pedido, vistas as circunstâncias que a Terra vive atualmente, de estarmos inteiramente disponíveis para acolhê-los e isso, desde o presente.

Eu os lembro que nossos vilarejos estão interligados de diferentes maneiras, e em particular por aquilo que foi denominado as linhas élficas. É indispensável para nós, elfos, mesmo que alguns de vocês comecem a nos ver em casa, nós realizaremos nossa comunhão em nossos locais, porque vocês o sabem, esses locais em que nós habitamos desde tempos imemoriais são mesmo lares de Luz, lares de Eternidade.

O que se revela para vocês, em meio a suas noites e seus dias, se revelará também em meio aos nossos vilarejos de maneira mais visível, independentemente das cerimônias de cada lua nova.  Nós asseguramos uma presença constante na orla de nossos vilarejos, onde quer que estes estejam situados, a fim de acolher pessoalmente cada humano que viria nos visitar. Para nós isto é efetivo desde esta semana. Portanto nós suspendemos, durante a duração da Ascensão da Terra, as cerimônias da lua nova, pois cada dia agora é uma cerimônia, onde nós teremos ocasião, se vocês o desejam, de nos encontrarmos de maneira mais íntima, mais palpável, mais visível e mais evidente.

Vocês constatarão facilmente que durante esta semana, a intensidade da Luz presente em nossos vilarejos está sem medida comum com o que já existe.  Isso não está relacionado a nós, elfos, nem a vocês, humanos, mas às circunstâncias presentes da Terra. Nós seremos o mais frequentemente visíveis aos seus olhos a qualquer hora que seja.  Qual será então o efeito de suas eventuais visitas à orla de nossos vilarejos ?  É antes de tudo um alinhamento instantâneo à Eternidade. Além do que vocês talvez sentiram como elementos de alegria, de paz, e de mistério, e de leveza vindo até vocês, isso será renovado pelo que vocês viverão também de maneira regular a cada dia, eu preciso às 20h30, mas não conosco, em sua casa.  Isso será realizável facilmente, à vontade, quando vocês o desejarem, conosco, a fim de também reforçar o que lhes disseram os povos dos dragões.  O trabalho da Luz torna-se para vocês cada vez mais aparente, cada vez mais sensível quanto à emergência ou a exteriorização, se vocês preferem, da Eternidade em meio a este efêmero.

Se vocês decidem vir nos ver de agora em diante, nós lhes pedimos de vir em um certo estado de preparação que é muito simples : tentem chegar até nós com o ventre vazio. Eu não quero dizer que é necessário jejuar, mas se vocês pretendem vir nos ver, não o façam no momento da digestão a fim de não serem perturbados, no nível dessa digestão, pela Luz que está presente em nossos locais.  Além mesmo do contato palpável conosco, é antes de tudo o que se produz na orla de nossos vilarejos que será para vocês um meio, não de curar o que quer que seja do efêmero, mas justamente, se posso dizer, de curar essa atração ao efêmero.  Então nós lhes pedimos, antes de virem, não estarem em digestão, nós lhes pedimos para estarem limpos, eu falo fisicamente, isso criará as condições as mais propícias ao nosso encontro e aos encontros da 5ª dimensão instalada sobre a terra agora em nossos locais.

São as duas únicas condições a respeitar. Nós não temos necessidade de oferendas nesses momentos, não temos necessidade de festividades, como aquelas da lua nova.  Haverá sempre um vigia ou um guarda que nos prevenirá da chegada de um de vocês, ou de um grupo, e nesse momento nós desceremos até vocês.  Vocês nos verão, mesmo se vocês nunca nos viram, mas sobretudo, além desse encontro, vocês se beneficiarão, como eu disse, de um equivalente das Radiâncias Arcangélicas acompanhadas pelos dragões.  Vocês serão regenerados em Eternidade, vocês serão curados de tudo o que pode restar de atração pelo efêmero e de atração pela Ilusão.



Venham nos ver simplesmente, fora das horas de digestão. E essa noção de estarem lavados é importante, no nível do corpo físico, por uma razão que é muito simples : a água, assim como lhes disse o Arcanjo Miguel, vai vibrar de um modo todo diferente e com uma outra intensidade a partir desta semana.  Aplicando essa água sobre seus corpos, vocês realmente lavam suas vestes, não somente na água mas  no que é semelhante ao que o profeta chamado o bem amado, eu creio, por vocês, disse que vocês lavariam suas vestes no sangue do cordeiro.

A água sendo fecundada pela Luz e por Miguel, ela é ressemeada com o germe da vida de Eternidade.  Então o fato de realizar suas abluções, suas duchas, seus banhos, que seja em sua casa com a água a mais vulgar que seja, terá propriedades bem diferentes do que simplesmente lavar seus corpos, isso também vocês sentirão.  O ritual de lavagem era até mesmo utilizado, porque nós o sabemos, nós não lemos, mas vimos em nossos anais, por aquele que vocês chamam o Cristo. A lavagem dos pés, de fato, permite liberar certas contingências e certos condicionamentos presentes em vocês, devido mesmo à sua forma fixa.

Assim,  se vocês têm a possibilidade, de uma ducha, de se banharem, nas horas que precedem sua vinda, vocês constatarão então, o ventre vazio de qualquer digestão, que a integração da Luz e da Eternidade se tornará uma grande alegria, e sobretudo lhes suprirá, aqui mesmo em seus corpos, em nossos locais, um sentimento de liberdade e com ele, da Liberdade que nada até o presente os preparou para viver.  Vocês serão alimentados e vocês realmente lavarão suas vestes no sangue do cordeiro, antes mesmo da vinda do Cristo, antes mesmo do Apelo de Maria.

A Luz adamantina, vocês o sabem, se reforça de dia para dia, criando inumeráveis vórtices multidimensionais em todos os lugares na natureza, e agora também em suas cidades.  Essa ação em suas grandes cidades não foi realizada por nós, mas por algumas frotas da Confederação Intergaláctica dos Mundos Livres, sobrevoando suas cidades em número, ou com embarcações gigantescas.  Todavia não é sempre evidente, nos ambientes humanos, se beneficiar dessa lavagem no sangue do cordeiro.  A orla de nossos vilarejos torna-se o local privilegiado para se prepararem para a Eternidade com facilidade, com provas indubitáveis do que vocês vivem.

Não é questão, independentemente do aspecto visual talvez, o que será mais amplo com vocês, dialogar ou trocar. Nós estaremos em silêncio ao seu lado, para assisti-los. Não para trabalhar de uma maneira qualquer, mas pela alegria dessa assistência e a alegria de ver sua chama eterna renascer, tornar-se como uma criança, virgem de qualquer marca inerente a este mundo e ao seu confinamento.  Vocês poderão então, se existe uma fonte ali onde vocês vão, lavar simplesmente suas mãos e seus pés, mesmo se vocês já os lavaram. Assim vocês abrirão as portas da Eternidade, aqui mesmo, em sua carne, em sua consciência ordinária, no que resta para fazer no que vocês têm a fazer.

A regeneração que se produzirá então será tal que vocês constatarão frequentemente, o que não é inevitável nem constante, mas vocês constatarão mudanças, não somente como disse Erelim, sobre sua fisiologia, mas também mesmo em sua forma.  Alguns de vocês já viram sua forma se modificar desde alguns anos, que isso seja pela espessura de sua forma que muda, que seja pelo seu olhar, por seus traços, pelo que nós chamamos também os embelezamentos, ou seja suas unhas, seus cabelos, o brilho de sua tez.



Vocês não têm nada a fazer senão se colocar ali, em nossos vilarejos, quando o desejarem, sentados ou de pé, pouco importa, deitados também se o desejarem.  Não há outra regra senão aquela de ter tomado uma ducha, de chegar com o ventre vazio, e se há uma fonte nas proximidades ou um rio, de simplesmente lavar suas mãos e seus pés, deixando correr a água sobre suas mãos e seus pés, e permanecerem conosco o tempo que vocês desejarem.  Aliás vocês constatarão que cinco minutos lhes parecerão durar horas ou que, ao contrário, horas lhes parecerão durar cinco minutos. Realmente e concretamente vocês sairão desse tempo linear que os confinou. Não para aí descobrir outra coisa senão sua chama eterna, mas bem mais para estarem exclusivamente alinhados à sua eternidade, alinhados ao que vocês chamam o instante presente, fazendo-os descobrir a Graça, não mais pontual, mas cada vez mais permanente da Verdade.

Vocês nada têm a fazer, nada a pedir, simplesmente deixarem-se ofuscar, não pelas nossas Presenças, mas diretamente pelo Fogo do Espírito, pela Luz eterna.  Essa fase de exteriorização da Luz é importante e vocês têm, se posso dizer, a chance de poder vivê-la antes do Apelo de Maria.

Certamente, além das mudanças de forma ou de fisiologia, vocês constatarão também um aumento de vitalidade, e essa vitalidade não está ligada ao que vocês chamam a energia vital, mas à Luz autêntica. Aliás eu sei pertinentemente que alguns de vocês hoje percebem bem mais facilmente, em seus corpos, o corpo de Existência e suas linhas vibrais do que seus próprios corpos físicos.  Sua consciência se desliza de algum modo já em seu novo veículo, dando-lhes a perceber os contornos, os efeitos, as linhas, os trajetos, os pontos que vocês chamam Portas, pontos de encontro da energia e da consciência, da vibração e da consciência. É assim que a Ascensão se finaliza antes do último momento, fazendo-os deslizar cada vez mais do efêmero ao Eterno, sem arrependimento, sem olhar para trás, com  uma alegria pura.

Há um certo tempo, eu lhes falei sobre a virtude da água dos elfos, e em particular quando de nossas cerimônias da lua nova.  Neste período ascensional, eu lhes disse que toda água, assim que ela for semeada e regenerada por Miguel, vibrará de maneira muito mais alta. A água se tornará realmente um agente purificador, não somente para lavar seus corpos físicos, mas como eu disse, para lavar o conjunto de suas vestes no sangue do cordeiro. Não há ritmo exato, são vocês que veem, em toda liberdade, segundo o que vocês retirarem disso, se posso dizer.

Trata-se portanto, para nós e também para nossos vilarejos, de uma nova etapa que lhes permite, de algum modo, se aclimatarem à nova densidade antes de sua partida, de se aclimatarem à Eternidade, à visão sem véus. Isso também os ajudará nas palavras que foram chamadas inocência e transparência, restaurando então sua integridade eterna.  Vocês constatarão, além de sua forma, os efeitos diretamente sobre sua consciência. Isso virá também acrescentar, como vocês o constatarão, a paz que vocês podem emanar e manifestar já em certos momentos do dia, de maneira natural, sem buscar, sem artifícios, de maneira totalmente espontânea.  Portanto existe neste período particular, uma verdadeira aclimatação à sua eternidade. Mesmo a percepção de seu corpo de Existência, bem além das Coroas radiantes, os habituará a esse novo veículo, qualquer que seja seu caminho durante este período final da Terra.

Vocês podem também, devido às virtudes da nova água, e isso em muito poucos dias, constatar por vocês mesmos que a simples água de suas torneiras, quaisquer que sejam os poluentes que podem existir, terá efeitos vibratórios intensos, mesmo fulgurantes. A re-sacralização da água da terra, qualquer que seja essa água, assinala o retorno de Maria, assinala também o retorno de sua Eternidade.  Não esqueçam, mesmo em suas casas, por momentos, de passar suas mãos somente até os punhos e seus pés até os tornozelos, de tempos em tempos, sob a água.  Vocês constatarão muito rápido que isso não tem nada a ver com o fato de simplesmente molhar as mãos ou os pés, que há alguma coisa que se produz no centro de seu ser, em seu peito, que será particular.  Permitam-me não lhes dizer mais, a fim de lhes deixar a surpresa da descoberta.

Se vocês têm a chance de recolher a água dos elfos, isso recriará em vocês as condições de sua vinda em nossos vilarejos, colocando imediatamente ao redor de vocês a mesma energia do vórtice de Paz e de Eternidade da nova matriz de vida.

Nós os esperamos e nós os esperamos cada vez mais numerosos, de todos os lugares sobre esta terra, tanto mais, e como eu enunciei, que alguns de vocês se reagruparão em nossos locais antes de irem aos seus destinos para os 132 dias, mas mesmo para outros de vocês que terão abandonado seus corpos efêmeros, para encontrar o caminho o mais direto à sua morada de Eternidade.

Se vocês sentem o desejo, se vocês sentem a intenção, vocês podem mesmo permanecerem em nossos vilarejos por um número de horas mais importante, até mesmo permanecer no lugar. Eu não posso lhes dizer mais, cabe a vocês saberem se vocês sentem isso ou não, e sempre verificar por vocês mesmos o que se produzirá então.

A orla de nossos vilarejos vai se tornar também um lugar de encontro particular, não somente conosco, elfos, mas também de todos os povos da natureza que, neste período, poderão se manifestar, eles também, na orla de nossos vilarejos ou em nossos vilarejos.  É portanto a ocasião para vocês talvez, se vocês têm necessidade de acreditar por suas vivências, de verem a verdade do que eu lhes digo ; venham à nossa casa, nós os acolheremos sempre. Eu lhes disse haverá sempre um vigia ou um guarda que previnirá o conjunto do vilarejo mas também, entre os outros povos da natureza, aqueles entre nós que estão disponíveis naquele momento para se revelarem a vocês.

De nosso ponto de vista, nós elfos, o período que se abre agora é um período maravilhoso, de magia, de encantamento, contrastando de maneira cada vez mais nítida com suas cidades, com suas vidas anteriores, antes deste período. Para vocês será muito fácil sentir a diferença entre nossos locais e seus locais, portanto lhes será mais fácil voltarem-se para a Eternidade sem olhar para trás, sem serem retidos pelo que quer que seja.

Ousem fazer essa experiência, ousem vir nos ver, de maneira talvez mais longa do que antes. Vocês são nossos convidados, todos vocês são bem-vindos, onde quer que seja sobre esta terra. Sem dizer que isso também é para nós a preparação de seu acolhimento coletivo, por grupos, para aqueles de vocês que devem transitar entre nós.  Nós desejamos vê-los viver essa maravilha e esse encantamento, o que os relaxará de todas as suas histórias virtuais, contadas por suas imagens, onde quer que vocês as olhem, porque lá, eu posso dizer, será concreto, palpável, mensurável.

Se houver a oportunidade, eu retornarei para vê-los muito rápido, em poucas semanas, a fim de certamente responder às suas interrogações e às suas questões, e para polir também o que vocês vivenciaram. Mas vocês não terão nenhuma dúvida sobre a realidade e sobre a verdade de suas vivências. Vocês se tornarão mais leves em todos os níveis, vocês realmente se tornarão o Amor encarnado, o que quer que ainda possa restar de sua pessoa ou de suas resistências.

Como eu disse, vocês terão a oportunidade de encontrar todos os povos da natureza, também alguns seres que não são desta terra.  De fato, a 5ª dimensão estando firmemente estável em nossos locais de vida, em nossos vilarejos, à orla de nossos vilarejos, os membros da Confederação Intergaláctica, em sua inumerável população, virão também diretamente fazer-lhes uma visita.  Vocês encontrarão representantes de suas linhagens, vocês encontrarão também talvez os Anjos do Senhor, se já não foi feito.  Inumeráveis Presenças poderão então se ver, se escutar e se viver.  Vocês compreenderam, nossos vilarejos tornam-se os locais de acolhimento, locais de encontro, locais de Eternidade.

Nós lhes pedimos também, se vocês vêm em grupo, de não mais se servirem de suas palavras habituais.  Sejam silenciosos, mesmo se vocês são numerosos, para justamente poder deixar esse efêmero se apagar e se transmutar.  Na qualidade de seu silêncio, vocês constatarão a qualidade de seus encontros e dos visitantes que virão vê-los.  Se não são os povos da natureza  mas antes os povos estelares, então vocês têm grandes chances de encontrarem os representantes de suas linhagens.  Isso será para vocês os encontros que lhes permitirão, aí também, se ancorarem na Eternidade em vez de na Ilusão deste mundo.  O momento veio efetivamente cortar pela espada da Verdade tudo o que ainda era atrativo para vocês em meio a este mundo. Vocês constatarão então, se já não foi feito, que não pode haver comparação possível entre a Liberdade e a vida sobre a terra. Esse é nosso serviço para vocês nestes tempos particulares.

A duração dessa abertura de nossos vilarejos está estimada para continuar durante a primavera e terminar antes do solstício de verão, durante o mesmo tempo em que se produzirão, às quintas-feiras, as Radiâncias Arcangélicas. Por outro lado nós lhes pedimos para evitarem vir durante as Radiâncias Arcangélicas porque nesse momento, nós mesmos estaremos em ação de difusão, um pouco como os Arcanjos o farão, e os dragões, mas nós, se vocês duvidam, em relação ao Elemento Ar.  O Ar, é a flexibilidade, é a não-resistência, é também a Liberdade.  Fora dessas restrições, como eu já disse, vocês podem vir em não importa qual momento e permanecer em nossos locais o tempo que vocês quiserem.

Se vocês ficarem em nossas casas muitos dias, seja ao ar livre ou sob um tecido que vocês chamam tenda, não esqueçam, se vocês devem comer, de sair do vilarejo para comer. Não esqueçam mais, entrando em nossos vilarejos, de passar as mãos sob a água, assim como os pés também.  São as únicas regras. Elas são simples, e vocês verão por vocês mesmos por que.  Portanto, nós todos estamos em alegria de agora poder celebrar cada dia com vocês.  Para alguns entre vocês que, eu diria, são muito próximos dos elfos, nós então poderemos trocar de maneira mais terra a terra, se posso dizer, e lhes falar diretamente, mas não em nossos locais.  Se essa ligação se estabelece entre nós, então nós viremos em sua casa, onde quer que vocês estejam, para trocar e lhes comunicar o que nós temos a comunicar.

Nossos vilarejos são locais de ancoragem da Luz eterna e doravante de manifestação dela, e o silêncio prevalece. Não há necessidade nem de palavras, nem de pensamentos, nem de ideias, mas simplesmente estar lá. É nessas circunstâncias, tendo lavado suas vestes no sangue do cordeiro, tendo lavado suas mãos e seus pés, esperando que seu ventre esteja vazio, e vocês se beneficiarão da  adequação a mais perfeita em relação à Luz e sua eternidade.

Hoje é tempo para vocês se habituarem, se posso dizer, à Verdade : a verdade dos Éteres, a verdade da Luz, da vida eterna e do Amor incondicionado.  Eu diria mesmo que seus corpos hoje, e o que pode restar de história ou de pessoa, não representam mesmo mais um obstáculo, por que aí, com a intensidade da Luz que há doravante, não há nada a convencer nem mudar ninguém, há somente que se dar conta da evidência da Luz.  É uma maneira também, para aqueles de vocês que estão apegados a este mundo, às suas ilusões, às suas peregrinações de corpo em corpo, de se liberarem desses últimos limites, dessas últimas barreiras ou crenças.

Cada vinda em nossos locais será um momento de festa para vocês como para nós.  Uma festa silenciosa, uma comunhão interior à Verdade, à Luz, além de suas formas como de nossas formas.  Alguns de nós, como eu disse, poderão estabelecer uma ligação mais forte, uma ligação de Liberdade e de Amor, sobretudo para aqueles entre vocês que se sentem próximos de nós e para aqueles entre nós que se sentem próximos de vocês, mas a mesma qualidade de acolhimento será reservada a cada um. Em meio aos nossos vilarejos, doravante, não pode existir a menor antinomia, a menor oposição – para vocês – à Luz.

Eu os lembro também que se lhes parece terem necessidade de um apoio, independente das regras que eu lhes dei para virem nos ver, vocês podem se ajudar do que vocês quiserem. Se vocês têm necessidade de uma chama, tragam uma vela ; se vocês têm necessidade de uma ressonância cristalina, levem um cristal com vocês ; se vocês têm necessidade de orar silenciosamente, então orem e venham.  Vocês têm uma liberdade total, mas nós desejamos que nossos encontros e seu encontro com a 5ª dimensão se passem da melhor maneira para vocês.  É por isso que eu lhes dei algumas orientações muito simples para que isso se passe efetivamente ao melhor.

… Silêncio…

Aí está o que me foi pedido para lhes entregar pelo conjunto da comunidade dos elfos e pelo conjunto da Confederação Intergaláctica dos Mundos Livres.  Eu especifico que além dos povos da natureza, além do conjunto dos povos que lhes são invisíveis até o presente, se lhes chega de encontrar em nossos locais, em silêncio, um povo galáctico ou um dos seus representantes, isso não é para nada ; isso não é simplesmente pelo prazer – porque doravante a Luz se basta a ela mesma em nossos locais -, mas para esclarecer e preparar seu destino dos 132 dias. Vocês então terão a oportunidade, talvez, não necessariamente em sua primeira vinda pois é necessário suficientemente lavar suas vestes no sangue do cordeiro, mas muito rapidamente vocês encontrarão entidades que são provenientes de suas linhagens ou de sua origem.

Esse contato vibratório, se ele existe para vocês, se tornará visual. Eu aqui falo de sua visão de carne e não de uma visão interior.  Eu os lembro que vocês estão em fase onde a exteriorização da Luz torna-se máxima, entra em manifestação sobre este mundo, não somente nos vórtices, não mais somente em alguns vilarejos ou alguns povos, mas sobre o conjunto da terra, e nossos locais são os locais privilegiados.  Eles são de alguma forma as encruzilhadas de circulação para nós, elfos, também para vocês, e também para os povos galácticos.

… Silêncio…

Eu teria tantas coisas ainda a lhes dizer, eu teria amado muito responder a numerosas questões, mas me foi pedido para adiar um pouco a fim de que na próxima vez, se há, vocês estejam ricos de suas vivências e de seus acessos à Eternidade, e aí nesse momento eu viria para lhes responder, porque eu não teria mais nada a anunciar.

Então eu também sei que este ano, na história da Terra, para vocês humanos, o período que vocês chamam « pascal » é essencial.  É uma oportunidade, uma janela de Luz a nenhuma outra comparável. Assim eu lhes proponho sobretudo de nos visitarem durante essa semana santa para vocês – exceto é claro na quinta-feira à noite – porque é o momento o mais propício, mesmo se efetivamente, vocês nos repetirem suas visitas, suas vindas, vocês constatarão que de dia para dia, de semana para semana, a intensidade da Luz cresce, a intensidade da Paz também, e a intensidade de sua visão também.

Eu especifico também para lhes assinalar que, na orla de nossos vilarejos ou em nossos vilarejos, ou nas proximidades, lhes é possível colher, apanhar vegetais, flores, minerais, que evidentemente estarão eles também lavados no sangue do cordeiro por sua presença permanente em nossos locais.  Se vocês têm a chance de encontrar um vegetal que se come, então vocês constatarão também grandes diferenças em relação a antes. Se vocês têm a oportunidade de encontrar minerais, ou de trazê-los, vocês constatarão também que seus minerais, quando vocês entrarem em suas casas, serão portadores de outra coisa do que de hábito. Vocês constatarão aliás que tudo o que penetrou com vocês, mesmo o que vocês chamam suas roupas, terão mudado, não de forma ou de textura, mas de energia, de qualidade.

Portanto nós coletivamente desejamos acolhê-los cada vez mais numerosos. É uma preparação ao que já está aí e se intensifica. É tempo de encerrar minhas palavras hoje e de lhes esperar sempre mais numerosos, à medida dos dias que se anunciam.

Eu sou Ériane, rainha dos elfos do vilarejo de Éridan, o lugar onde o sol jamais se põe.  Doravante isso é verdadeiro, a Luz não se porá mais jamais, em nossos locais.  Vocês verão, através do que eu acabei de dizer, o que há atrás disso. Eu abraço cada um de vocês sobre a terra, sobre meu coração de elfa. Para nós são grandes momentos, assim como para vocês.  Nós não temos nada a mudar, mas estamos em muita alegria do que se produz.

Eu os amo, sem restrição e sem condição.

Ériane os saúda.

*******

Mensagem de 03 de abril de 2017 (publicada em 11 de abril)

Origem francesa – recebida do site Les Transformations

Fonte primária: https://lestransformations.wordpress.com/2017/04/02/eriane-avril-2017/

Fonte secundária: https://ultimasleiturasdaluz.blogspot.com.br/2017/04/eriane-elfos-abril-2017.html



9 de outubro de 2017

MESTRA ROWENA - "O PODER DAS FLORES" - 04.10.2017



Nunca subestime o poder da suavidade. Nunca subestime o poder de uma flor. Apenas observe um jardim. Observe com os olhos abertos, os olhos do coração. Como são as flores? De onde vêm as flores? Quem olha uma flor, muitas vezes não para pra pensar qual foi o processo para uma flor se fazer flor. Qual foi o processo para aquelas cores se apresentarem em tamanha delicadeza e exalarem perfume.

Qual é o milagre da vida, meus filhos? A vida é um verdadeiro milagre e o milagre sempre é o milagre dos fortes no amor. As flores, com sabedoria divina, não disputam entre si. Uma flor não olha a beleza de uma outra flor, ela não precisa disso. Uma flor volta a si mesma e encontra dentro de si mesma o seu código divino. Está tudo escrito, tudo marcado dentro dessa flor, quem ela será. Ela tem dentro dela o seu código, a sua luz, a sua força, a sua finalidade, a sua função, a sua missão.

A flor não cobiça a beleza de uma outra flor. A flor não almeja ser quem ela não é; e ela não tem medo das intempéries da terra ou a falta, ou o excesso de água. Ela está ali apenas para ser quem ela é. E alguns podem pensar assim: "Eu preciso de mais sol, mais luz, mais oportunidades na minha vida."

Mas as flores não se intimidam com a sombra, ou com os espaços obscuros do jardim, porque ali nascerão outras flores, outras plantas, que precisam exatamente da sombra para viver. Há uma incrível adaptação num jardim. E até as plantas mais frondosas, maiores, mais poderosas talvez, oferecendo a sua sombra, cuidam de muitas espécies.

Há entrelaçamento de energias, entendimento, e boas vibrações. As plantas, as flores, elas aprendem a viver com a diversidade. Elas encontram entre si o sentimento da irmandade:

- Eu ajudo você, você me ajuda.
- Eu reconheço a sua luz, eu necessito da sua luz.
- A sua luz permite que eu também brilhe.

Ou:
- A sua grande força, que faz a sombra, também permite que eu possa existir.

Esse é o diálogo das plantas, esse é o diálogo da vida, onde as energias se complementam. E esse é o grande aprendizado da encarnação humana: aprender a compartilhar, a se verem como irmãos e irmãs. Mesmo numa família, as pessoas não sabem ser irmãos. Muitas famílias se perdem pela competição entre irmãos. Quando você deixa de ser você e passa a analisar os outros e enxergar, porque estão tão próximos os defeitos. E esquece de ver que ali existe um ecossistema criado para a sua encarnação.

Façam as pazes com seus familiares, com seus irmãos, seus pais, seus filhos. Compreendam a função de cada um na sua vida, mesmo aqueles que já foram para o plano espiritual.
Porque todos continuam irmãos, pais, filhos, parceiros na caminhada. E, na espiritualidade todos irmãos. Na espiritualidade se perdem os cargos e ganham-se as mãos dos irmãos/irmãs.

Sim, meus amados, olhem com mais atenção um jardim.
Compreendam que todos estão entrelaçados, se ajustando, se entendendo, se ouvindo. Não se deixem ofuscar pelos títulos da Terra, que vão passar.

Se nesta encarnação você teve a bênção de estudar, aprender, Ser; manifestar tantas coisas nesta vida, isso não é garantia de que numa próxima existência você será assim. A sua alma precisa tanto dos momentos de glória e luz - como os pontos iluminados de um jardim - como dos momentos de sombra para manifestar os seus poderes.

Todas as plantas de um jardim são importantes, todas as pessoas da sua vida são importantes.
Reconheça o valor de cada um e deixe de competir com os demais. Isso atrapalha a sua vida, "estraga" a sua evolução, interrompe o seu processo criativo, inibe a sua prosperidade.
Se sentir irmão, em irmandade, é uma grande bênção que você deve acolher no seu coração.

Nesse momento, imagine na sua tela mental um belo jardim.
Onde as árvores têm o seu lugar, as flores, a grama, o céu, o sol, a água e as pessoas. Nesse momento, visualize você, no seu corpo espiritual: lindo, leve, feliz, ao lado de alguém que você ama, num sentimento de profunda paz. E lembre, essa pessoa é um irmão. Espiritualmente somos todos irmãos.

Em sintonia com a Chama Rosa, à qual eu sirvo com profundo respeito e amor, eu sou Mestra Rowena e abençoo vocês com esse sentimento de amor.

Ofereço as curas da Chama Rosa.
Ofereço o sentimento de libertação de abandonos e mágoas provocados pelo excesso de desejo romântico. Aliviem isso de vocês. As flores também se bastam, elas não precisam de parceiros e parceiras para exaltar a sua beleza. Elas são completas em si mesmas.

Lembre se do princípio da unidade que você é. Você é um ser único. A sua beleza é única. E você tem absolutamente tudo em você. Porque você é um filho, uma filha de Deus.
Ao mesmo tempo, abra o coração, abra as mãos, abra o sentimento para poder estar com os outros.

Recebam minhas bênçãos e minha luz, e vibrem no amor da Chama Rosa, com muita harmonia no coração e paz.

Visualize o jardim e se manifeste lá espiritualmente: um jardim de flores suaves, um jardim de consciência suave, um jardim de amor.

Tenham luz!
Tenham paz!



Canal: Maria Silva P. Orlovas
Fonte primária: http://mariasilviaporlovas.blogspot.com.br/
Fonte secundária: https://meditandonaluz.blogspot.com.br/

Namastê!



7 de outubro de 2017

SÉTIMO RAIO E DEVAS - TRABALHADORES SUTIS - TRIGUEIRINHO




Saudações Dévicas! Nessa palestra, Trigueirinho aborda temas interessantes trazendo esclarecimentos e expandindo nossa consciência. Segue abaixo a palestra online e disponível para download via Dropbox. Gratidão!




*******

Fonte: Anjos e Devas

"Coletânea de sete palestras sobre Anjos e Devas, seres que, embora estejam próximos de nós, ainda são misteriosos para a maioria da humanidade da superfície. A interação com Anjos e Devas nos auxilia a entrar em contato com novos potenciais do conhecimento espiritual e a aprofundar o trabalho de aproximação com os planos superiores de consciência."


Mais sobre Trigueirinho Aqui


Bênçãos sempre!


2 de outubro de 2017

SABEDORIA DIVINA DA NATUREZA - EP 20 - MIRRA



EPISÓDIO 20

O episódio de hoje está sendo dedicado a Mirra, uma planta muito poderosa. A mirra (Commiphora myrrha) também conhecida como mirra-arábica, ou mirra verdadeira, planta medicinal oriunda da África e Arábia, apesar de ainda pouco conhecida no Brasil, tem sido motivo de estudos acerca dos seus fins terapêuticos.

A mirra é apreciada há milhares de anos por nossos ancestrais pelo seu poder medicinal, com propriedades depurativas e antissépticas, e tem uma história cercada de mistificação cristã. Segundo a Bíblia, a plantinha teria sido um dos presentes dados pelos Reis Magos ao Menino Jesus em seu nascimento. Ainda, alguns registros antropológicos apontam que os antigos egípcios usavam a sua resina (seiva) para mumificar os mortos, acreditando na sua capacidade de diminuir a velocidade da degeneração da pele . Os ancestrais a nomearam de “lágrimas amargas”, devido às gotas que escorrem da árvore quando ela é cortada.


A mirra é a essência feminina do Cosmos, ela representa a manifestação da alma pura, da compreensão plena.  É a essência utilizada como desatadora de nós, que induz à purificação e proteção.


Podemos usufruir de todo o poder da mirra atualmente através de óleos e incensos com essa fragrância.  Ela é utilizada em rituais que invocam a limpeza e proteção espiritual, a mirra age abençoando, protegendo e curando. 

Ao ser utilizada, ela desperta o sentimento de fraternidade, de autoconhecimento e de harmonia, sendo amplamente reconhecida pelo seu poder de renovação, de gerar calma e tranquilidade com o seu aroma.

Como usar a mirra?


Para obter os benefícios da planta, existem várias formas de utilizá-la:

Óleo

Você pode usar a mirra em forma de óleo, misturando-o a produtos cosméticos para a pele ou cabelos, ou utilizando-o diretamente nessas regiões, de modo a deixá-las mais hidratadas.

O óleo de mirra também pode ser uma ótima opção para o preparo de alimentos. Pode-se banhar as saladas e pratos frios ou utilizá-lo para refogar ou cozinhar as comidas. Há quem utilize, ainda, o óleo para fazer massagens relaxantes em todo o corpo.

Incenso

Você também pode usar a mirra em forma de incenso simplesmente para aromatizar algumas áreas da sua casa ou para fazer meditação usando o método da aromaterapia.

Cosméticos

A mirra também pode ser usada como ingrediente principal de alguns cosméticos e repelentes contra insetos. Alguns dos produtos que possuem a planta entre os seus componentes estão perfumes e desodorantes corporais, além de cremes faciais contra a acne.

Chá (MAS NÃO PRA BEBER)

Outra maneira de usufruir dos benefícios dessa poderosa planta é a partir do seu chá. O chá de mirra é bastante usado para fazer bochechos para tratar inflamações na garganta, tosse e doenças bucais, além de fortalecer as gengivas e os dentes. Ainda, você pode usar a infusão para fazer compressas em casos de contusões e dores musculares ou aplicá-lo na pele como um repelente contra insetos. A bebida nunca deve ser ingerida!


Para prepará-lo, basta colocar uma xícara de água para ferver e despejá-la ainda quente em uma outra xícara de mirra. Tampe e deixe a bebida descansar por cerca de 10 minutos. Em seguida, utilize-o de uma das maneiras que listamos acima. E não se esqueça: jamais beba o chá!


Propriedades Medicinais


A mirra está entre as plantas medicinais mais antigas quando o assunto é o seu uso para fins terapêuticos. Nossos ancestrais já a utilizam há milhares de anos para curar e prevenir vários tipos de doenças, graças às suas propriedades anti-bacterianas, anti-inflamatórias, antissépticas, anti-fúngica, além de sua ação adstringente, analgéstica, cicatrizante, rejuvenescedora, estimulante, aromática, desinfetante e descongestionante no organismo.

Todos essas funções benéficas ao corpo são possíveis graças à sua composição, rica empinene, hirabolene, dipentene, limonene, ácido fórmico, cadinene, ácido acético, eugenol, ácido mírrico, cinamaldeído, resinas e cuminaldeído.

Veja, a seguir, quais são os principais benefícios da mirra para a saúde:

- Trata infecções na pele e na boca, como aftas;
- Fortalece as gengivas e dentes;
- Combate o envelhecimento da pele;
- Trata a acne;
- Trata furúnculos e úlceras cutâneas;
- Combate rachaduras nos pés;
- Trata doenças pulmonares, como bronquites, resfriados, faringites, acúmulo de catarro, tosse, febre glandular e inflamações na garganta;
- Trata alergias e feridas na pele;
- Auxilia no tratamento de contusões, torcicolo, entorses e nevralgia;
- Ajuda a tratar problemas no sistema digestivo;
- Elimina os maus odores do corpo, como halitose, sudorese e chulé;
- Reduz o colesterol ruim (LDL);
- Estimula a menstruação;
- Combate a fadiga e sensação de fraqueza, desânimo e apatia no corpo;
- Previne diarreias;
- Elimina gases;
- Alivia os sinais da acidez no estômago;
- Combate as hemorroidas;
- Evita fungos vaginais;
- Trata a doença conhecida como “pé de atleta”;
- Ajuda na saúde das unhas;
- Auxilia no fortalecimento dos cabelos.

Contraindicações


O consumo da mirra pode causar o aumento da atividade da tireóide, sendo por isso o seu uso proibido para quem já tem essa função acelerada. A planta medicinal também é contraindicada para gestantes e mulheres em fase de amamentação.

Pacientes diabéticos só devem iniciar o consumo da mirra sob acompanhamento médico, uma vez que a planta pode interferir no tratamento da doença, devido às suas propriedades hipoglicemiantes documentadas. O profissional deverá fazer o monitoramento contínuo da glicemia durante o tratamento.

A mirra não possui nenhum efeito colateral registrado. No entanto, apesar de não ser conhecida por causar alergias ou qualquer outra reação adversa, fazer um teste de sensibilidade antes de usá-la. Aplique uma pequena quantidade do óleo ou chá sobre a pele e aguarde cerca de uma hora para verificar se houve algum tipo de irritação ou coceira.


Fonte: http://drervas.com/mirra/

http://www.wemystic.com.br/artigos/o-significado-espiritual-da-mirra/

Colaboração: Tânia Campos


28 de setembro de 2017

LEMUEL - "A NATUREZA É PRÓDIGA EM DOAÇÕES"



Sugestão de música para acompanhar a leitura:



Filhos da Luz, discípulos e homens da Terra,

Os reservatórios da Natureza são verdadeiros santuários ecológicos. O homem, ao adentrar nestes locais, deveria estar investido de reverência, de sentimento de gratidão para com todos aqueles seres invisíveis aos seus olhos físicos e, principalmente, gratidão ao Grande Construtor Cósmico que tudo criou e doou, para que a sua criatura desfrutasse disso, como alimento para o corpo e para o espírito.

Nestes locais santificados, aonde a sanha especulativa ainda não chegou, há grande concentração de prana que favorece a todos aqueles que o absorvem, com uma sensível recuperação orgânica. A Natureza é, também, pródiga em doações de paz, de silêncio e junto a ela a  humanidade poderá encontrar a força necessária à efetiva realização de virtudes, imprescindíveis para aqueles que, realmente, desejam atingir o “Centro Sagrado” em seu Crístico Coração.

Esses espaços devem ser preservados, cuidadosamente, pelo homem.

A vós, Devas e elementais, engenheiros e operários sustentadores autênticos das formas para o plano físico, hoje reforçamos o nosso apelo: Olhai com compreensão e tolerância para a ignorância sobre as Leis Divinas e a temível inconsequência de uma raça que, apesar dos avanços tecnológicos, ainda sofre toda sorte de adversidades e que, sabemos, só serão sanadas quando os raios higienizadores do Cristo, começarem a aquecer a substância fértil de suas mentes e corações.

Sabemos que as mágoas causadas a vós, prestimosos trabalhadores, são muitas e grandes. Porém, elas devem ser encaradas como características daqueles que não sabem o que fazem e, portanto, merecem a compreensão e o perdão de todos vós que habitais nos reinos da natureza.

Todos os grupos idealistas que se unem e clamam em favor da Terra e de todos os seus ecossistemas, exercem uma salutar influência entre os companheiros da jornada terrena. Porém, reconhecemos que ainda são poucos os resultados positivos em favor da Mãe Terra e de todos os que Ela abriga. 

A humanidade carece, hoje, de lideranças autênticas. De homens e mulheres que além de idealistas, lutadores sinceros e desprendidos, sejam autênticos faróis de Luz sobre as “montanhas da vida”.

Mais do que nunca, almejamos que o homem e seus irmãos da natureza se integrem, deem as mãos para o bem do planeta Terra, facultando, assim, uma maior e melhor preservação da espécie, legado legítimo para as gerações futuras. Também desejamos que a valorização da vida humana seja reconsiderada e que, todos irmanados neste ideal, trabalhem para o bem de todos. Havendo pureza de coração e lealdade de propósitos, todos sairão ganhando nessa autêntica cruzada pela vida.

Abençoo-vos meus leais e incansáveis irmãos trabalhadores, vós, Seres Elementais, guardiões autênticos das formas vivas na Terra.

Abençoo-vos Meus amados comandados, amorosos Devas, legítimos construtores das formas cujos arquétipos vos são doados pela Inteligência Divina.

Abençoo-vos homens, discípulos e filhos de Deus, servidores da Luz Maior, renovando a esperança de ver o planeta livre das mazelas que lhe impuseram as mãos e de ver todos vós, homens, vivendo e trabalhando cristãmente, guiados pela Luz da Poderosíssima Presença Eu Sou - o Cristo no coração de todos vós.


Lemuel.

Representante Cósmico dos Grandes Devas da Natureza e Seres Elementais.



Fonte primária: Livro ”Aprendendo com os Mestres X e XI” – Djwal Khul.

Fonte secundária: http://www.fogosagrado.com/ensina117/natureza.asp

Bênçãos sempre!


27 de setembro de 2017

ENCONTRO COM O DEVA DE UMA ÁRVORE - TRIGUEIRINHO




Saudações Dévicas! Essa é uma palestra/relato de Trigueirinho em que ele esclarece um pouco sobre a Criação, Consciência Arbórea, Indígenas, e os Devas, com muito Amor e Sabedoria.

Segue link abaixo via Youtube:



*******


Conheça mais sobre Trigueirinho Aqui.


Bênçãos!




22 de setembro de 2017

GNOMOS DANÇARINOS – RELATO DE CLARIVIDÊNCIA




Num campo nas cercanias de Preston (Inglaterra). Setembro de 1922.

“Neste lugar, existem alguns gnomos que se encontram num estágio inferior de desenvolvimento em relação aos gnomos das árvores. Seu tamanho é menor, variando sua altura de uns dez a quinze (10 a 15) centímetros. Distinguem-se dos gnomos das árvores pelo fato de não serem solitários, vivendo e se divertindo em grupos; seus jogos e trejeitos são extremamente estranhos. Trata-se de pequeninas criaturas, de colorido vistoso e matizes muito mais fortes e brilhantes do que os apresentados pelos duendes. O grupo que observo está dançando em semicírculo e todos se dão as mãos, balançando de um lado para outro; suas pernas não são retas, arqueando-se para fora à altura dos joelhos. Seus braços são muito longos, ligeiramente de malícia e infantilidade, e seus olhos escuros e redondos brilham com singular expressão, como se experimentassem um êxtase interior. Suas asas, talhadas como as do morcego, desdobram-se lateralmente às costas e possuem uma cor mais escura que a dos corpos, sendo feitas de uma substância macia e peluda, de textura extremamente fina.

Aparentemente, o seu contato recíproco, seus movimentos oscilantes, muito embora desprovidos de finalidade no plano físico, produzem uma sensação astral bastante agradável. 

Como pude constatar, parecem ter o efeito de excitar e estimular o corpo astral, que não passa de uma nuvem de matéria informe, de tamanho duas vezes maior do que o corpo físico. Sem dúvida, impõem também sobre eles um tipo especial de força vibratória.

Em estado de repouso ou semi-repouso,  o corpo astral é uma nuvem de matéria um tanto quando informe, de um colorido quase imperceptível, tal qual um halo lunar. Podem-se observar também alguns tons róseos e avermelhados, ou então um amarelo brilhante, semelhante ao da folhagem outonal, além de marrons mais próximos do vermelho. 

Quando estimulados pela dança, as vibrações se iniciam a partir do centro do corpo astral (aproximadamente no plexo solar), energizando todo o corpo, enquanto o envolvem ondas e ondulações. As cores, então, tornam-se mais intensas, a aura se amplia e assim o gnomo experimenta, até o máximo de sua capacidade, os efeitos produzidos dessa maneira.

Subitamente, o movimento do grupo se modifica, embora se mantenha a formação original em semicírculo. Agora, dançam para a frente e para trás, erguendo as pernas para o alto, dobrando-as no ar e tornando a pousar os pés no chão, em poses de uma comicidade fantástica. Parecem ter consciência apenas da luz solar que brilha e do estado vital da atmosfera.

Esses gnomos em nada lembram a rapidez flamejante dos duendes ou mesmo dos elfos da floresta. Seus movimentos são esquisitos, tensos e solenes. Todavia, como todas as criaturas astrais e etéricas, eles possuem a faculdade de se deslocar rapidamente através do espaço.”


Fonte: Livro O Reino dos Devas e dos Espíritos da Natureza – Geoffrey Hodson. Editora Pensamento. Tradução: Hugo Mader.


Bênçãos!


18 de setembro de 2017

SABEDORIA DIVINA DA NATUREZA - EP 19 - CAPIM LIMÃO



EPISÓDIO 19

O episódio de hoje está sendo dedicado ao Capim Limão, uma planta muito querida e com super poderes, também conhecido por Capim Santo, Capim cheiroso ou Capim-Cidreira, dentre outros nomes, em Portugal também é chamada de Erva-Príncipe. Seu nome científico é Cymbopogon citratus, nativa das regiões tropicais da Ásia, especialmente da Índia. Cresce numa moita de rebentos (planta cespitosa).

Muito consumido na forma de infusão, o capim-cidreira faz bem para a saúde e é perfeito para jardins rústicos e de baixa manutenção.

O capim-cidreira é um ingrediente coringa. Com sabor suave e acidulado, é consumido principalmente na forma de chá, mas também pode ser utilizado no preparo de sucos, em pratos salgados e doces. Entretanto, vale redobrar a atenção ao incluir suas folhas cruas como ingrediente de sucos ou outros quitutes: suas partes cortantes podem causar desconforto intestinal. “Para evitar qualquer mal-estar, após bater o capim no liquidificador, coe o preparo duas ou três vezes antes de ingerir".


Forma de consumo


Pode-se tomar o chá de capim limão quente ou gelado. Ao fazer o chá, evite ferver as folhas para não comprometer as propriedades. Coloque as folhas picadas na água quente, tampe, deixe amornar e já está pronto para o consumo.

Adicione em um litro de água fervendo 5 colheres de sopa da planta seca ou 20 folhas frescas cortadas em pedacinhos. Abafe por 20 minutos e coe. Tome o chá de capim-limão quente ou gelado três vezes ao dia.


Fitoenergética



Chá e sua função Fitoenergética


É a função do chá relacionada ao poder oculto, ou à energia sutil da planta que atua na alma humana, no campo dos pensamentos, sentimentos, emoções e até no campo espiritual.

Para usar a Fitoenergética, você também precisa saber combinar as plantas de acordo com as suas faixas de frequência e montar um composto com a polaridade correta. Contudo, uma simples oração no momento do preparo já será suficiente para que a fitoenergia seja ativada.


Propriedades medicinais


Fonte de manganês e vitaminas A e C, ácido fólico, ácido fólico, magnésio, zinco, cobre, ferro, potássio, fósforo, cálcio. Tem também vestígios de vitaminas do complexo B.

Juntamente com seus usos culinários, erva-cidreira é útil em remédios alternativos ou complementares para uma ampla gama de doenças.

Tem muitas propriedades medicinais benéficas incluindo analgésico, anti-inflamatório, antidepressivo, antipirético, anti-séptico, antibacteriano, antifúngico, adstringente, carminativo, diurético, febrífugo, galactogogue, inseticida, sedativo e propriedades anti-câncer.

Controla os níveis de colesterol; purifica o fígado, rins, bexiga e pâncreas. Cura de gripes e resfriados.

Também é possível fazer cataplasma com suas folhas e aplicar sobre as juntas com artrite ou dores musculares. Para fazer o cataplasma, pode-se usar as folhas frescas ou secas.

As folhas frescas podem ser picadas e fervidas (½ copo de erva para 1 copo de água) por 2 minutos. Coloque as folhas em um pano fino e aplique sobre a região por no mínimo 1 hora.

As folhas secas podem ser trituradas até chegarem na consistência de pó ou o mais perto disso, acrescente um pouco de água morna, o suficiente para fazer uma pasta, e aplique da mesma forma.

Contraindicações


O chá é contra indicado para pessoas que sofrem de gastrite, azia e úlceras. Gestantes e lactantes devem consultar seus médicos antes de consumir. Seu efeito sedativo pode ser potencializado com medicamentos para o mesmo fim ou para baixar a pressão. Se usado na pele, lembre-se de lavá-la antes de se expor ao sol, para evitar queimaduras e manchas.


Fonte: GIMENES, Bruno J. Fitoenergética – A Energia das Plantas no Equilíbrio da Alma. 6ª ed. Nova Petrópolis: Luz da Serra Editora, 2012

http://www.luzdaserra.com.br/cha-de-capim-cidreira-poderes-ocultos-e-funcao-fitoenergetica

https://pt.wikipedia.org/wiki/Cymbopogon_citratus

https://blog.plantei.com.br/conheca-tudo-sobre-o-capim-cidreira/

https://lar-natural.com.br/para-que-serve-o-cha-de-capim-limao/

Colaboração: Tânia Campos.

Namastê!


Imprimir ou Salvar em PDF